Sábado, 04 de Fevereiro de 2023
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
29°
16°
23°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Programa Sementeira do Amor
Ao Vivo: Programa Sementeira do Amor
Especiais

Corpo de Bombeiros Militar faz balanço dos primeiros 30 dias da Operação RS Verão Total

Corpo de Bombeiros Militar faz balanço dos primeiros 30 dias da Operação RS Verão Total
18.01.2023 10h51  /  Postado por: Mirele Caldas

Passados 30 dias do início da Operação RS Verão Total 22/23, completados na terça-feira (17/1), o Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS) realizou o balanço dos dados da temporada atual. Este primeiro período, que engloba as festas de final de ano, sempre é motivo de atenção do comando da maior operação da corporação. Até o momento, houve 384 resgates e salvamentos – um aumento de 53% em comparação com a última operação –, mesmo que tenham ocorrido 102.505 atividades preventivas (silvo de apito).

Conforme o chefe de Operações da 6ª Operação RS Verão Total, tenente-coronel Isandré Antunes, o aumento dos números é um reflexo da conduta do banhista que, segundo ele, tem adotado uma postura mais agressiva nas praias e no banho de mar, o que reflete em maiores intervenções físicas dos guarda-vidas, que precisam realizar o salvamento.

Outro número considerado alarmante é o de pessoas encontradas: 597 pessoas, em sua grande maioria crianças, representando um aumento de mais de 60%. O dado é creditado ao uso excessivo do celular na beira da praia, por parte dos pais e responsáveis, que se distraem e perdem as crianças de vista.

As ocorrências com águas-vivas também se destacam nos números. O crescimento de 20% nos casos de queimaduras com os animais marinhos é atribuído ao mar mais limpo e quente. Aconteceram 15.069 atendimentos na beira da praia.

O número de maior preocupação para o CBMRS é o de óbitos fora de área balizada (com a presença de guarda-vidas na prevenção) para banho na temporada 22/23. Até o momento, foram 31 mortes no Estado, todas em áreas não delimitadas para banho, sendo 28 em águas internas e três no litoral. Nas áreas balizadas, não houve óbitos. Por isso, fica o sinal de alerta para a população: procure sempre um local com a presença do guarda-vidas.

Para auxiliar nas boas condutas, o CBMRS tem realizado o Projeto Guarda-vidas Mirim nas praias do litoral e águas internas do Estado. Visando mudar a cultura prevencionista da população, o projeto abrange crianças de seis a 12 anos, ensinando boas condutas na beira da praia, como o banho seguro na presença dos guarda-vidas, através de brincadeiras e dicas que valem também para os pais e responsáveis presentes durante a execução do projeto.

Na temporada de verão, o Corpo de Bombeiros Militar já formou 392 guarda-vidas mirins, que auxiliam os profissionais na fiscalização das boas práticas de banho seguro.

Ascom CBMRS

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
CONCORDO