Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
37°
24°
24°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Bom Dia Líder

Geóloga espumosense Camila Betella fala sobre a queda de bloco de pedras que matou 10 pessoas em Capitólio, MG

Geóloga espumosense Camila Betella fala sobre a queda de bloco de pedras que matou 10 pessoas em Capitólio, MG
11.01.2022 07h30  /  Postado por: Roger Nicolini

O desabamento de um grande bloco de pedras em um cânion em Capitólio, município turístico de Minas Gerais, deixou  sábado, 08 de janeiro,  10 mortos. O acidente envolveu 4 lanchas usadas em passeios turísticos . A tromba d’água pode ser vista num dos vídeos feitos por turistas que estavam no local do desastre. Nos vídeos que passaram a circular nas redes sociais é possível ver três lanchas próximas ao local em que o grande bloco de pedra desaba.

Além da tromba d’água, as imagens mostram o começo do desmoronamento das pedras, que se desprendem de um imenso paredão. Os turistas tentam, em vão, alertar os ocupantes dos barcos atingidos. As cenas dos vídeos são desesperadoras. Especialistas dizem que devido à formação geológica das rochas que formam os cânions do Lago de Furnas, seria necessário interditar alguns trechos usados  nos passeios, para evitar a aproximação dos turistas aos locais de maior risco. A geóloga espumosense, Camila Betella, vai além, afirmando que sequer haviam zonas de segurança no local, o que fez que as lanchas estivessem muito perto do bloco de rochas que desabou.

Muito procurada por turistas, a região de Capitólio, Minas Gerais tem cânions naturais, águas boas para navegação e diversão aquática. Além disso, a região é próxima de áreas urbanas, onde há estrutura de hotéis, pousadas e casas de veraneio para atender a demanda dos visitantes.

A recomendação dos especialistas é , num momento de fortes chuvas, as pessoas mantenham distância segura de estruturas rochosas e que as lanchas sequer deveriam sair dos pontos de embarque. No entendimento da geóloga Camila, este ponto da fiscalização das empresas de turismo devia ser mais rígido.

Morreram no acidente:

Julio Borges Antunes, 68 anos, natural de Alpinópolis (MG)

Maycon Douglas de Osti, 24 anos, nascido em Campinas

Camila da Silva Machado, 18 anos, nascida em Paulínia

Sebastião Teixeira da Silva, 64 anos, natural de Anhumas

Marlene Augusta Teixeira da Silva, 57 anos, natural de Itaú de Minas

Geovany Teixeira da Silva, de 37 anos, natural de Itaú de Minas

Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14 anos, natural de Alfenas

Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35 anos, natural de Passos

Rodrigo Alves dos Anjos, 40 anos, nascido em Betim

Carmem Pinheiro da Silva, de 43 anos, natural de Cajamar (SP)

Fonte: Portal Terra e Luz

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.