Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
24°
18°
21°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Alma Campeira
Ao Vivo: Alma Campeira
Bom Dia Líder

Seca faz 76 municípios decretarem emergência no RS

Seca faz 76 municípios decretarem emergência no RS
30.12.2021 07h12  /  Postado por: Roger Nicolini
Até esta quarta-feira (29), 76 municípios gaúchos já decretaram situação de emergência por conta dos prejuízos ocasionados pela falta de chuva, de acordo com o último boletim da Defesa Civil do Estado. Segundo a Emater, a seca já causou prejuízos irreversíveis na cultura do milho, principalmente na Metade Norte do Rio Grande do Sul, onde as perdas já são superiores a 70% em municípios como Não-Me-Toque, Carazinho, Casca e Marau. No caso da soja, o plantio foi atrasado em várias áreas devido à falta de umidade do solo, e a cultura demonstra sinais de perda de potencial produtivo nas regiões com maior déficit hídrico.
A meteorologista Jossana Ceolin Cera, consultora do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), destacou em texto divulgado nesta quarta-feira que a safra 2021/2022 está sendo marcada pela presença da La Niña, pelo segundo ano consecutivo. Geralmente, a La Niña traz períodos de estiagem ao Rio Grande do SuL, principalmente no período da primavera. E é exatamente o que está ocorrendo nesta safra.
“Aliás, em termos de estiagem e déficit de precipitação, esta é a terceira safra consecutiva, pois mesmo a safra 2019/2020 ter sido de neutralidade, observou-se um período de estiagem muito intenso durante aquele verão. E isto tudo possui reflexos na agricultura do RS, pois são praticamente três anos em que os nossos solos não recebem o volume de chuvas adequado para repor os lençóis freáticos, rios e reservatórios’, afirma a especialista.
As consequências disso, na safra 2021/2022 são as perdas, já irreversíveis, na maioria das lavouras de milho. Nas lavouras de soja, muitas já foram ressemeadas, na esperança das chuvas, e outras ainda nem foram semeadas. No caso das lavouras de arroz, o que preocupa é o nível dos reservatórios, que estão baixando rapidamente, devido à elevada demanda por irrigação das lavouras e, também, devido às altas temperaturas, baixa umidade relativa do ar e ventos, que fazem aumentar a evaporação da água.
Segundo Jossana, com relação às previsões, estas não são muito animadoras, pois, devido à La Niña, os modelos indicam que as chuvas devam ser abaixo da média nos próximos três meses. A exceção, e também esperança, é o mês de janeiro, em que alguns modelos sinalizam melhora nos volumes de precipitação. No entanto, até o dia 13 de janeiro, há previsão de chuvas para os dias 2, 3, 4 e 12, mas elas serão em baixo volume e mal distribuídas entre as regiões do Estado. “A expectativa de bons volumes de precipitação fica para a segunda quinzena do mês de janeiro. Em fevereiro e março, os modelos preveem que as chuvas irão ficar abaixo da média novamente”, destaca.

Governo do Estado fará reunião para alinhar ações de combate à estiagem

Na próxima segunda-feira (3), às 14h, na sede da Defesa Civil do Estado, a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Silvana Covatti, se reúne com a Defesa Civil e a Emater para alinhar as ações de combate à estiagem no Rio Grande do Sul.
De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria, Erli Teixeira, “entre as ações já em andamento neste momento estão a solicitação para que a Emater priorize a verificação dos laudos do Proagro solicitados pelos produtores, auxilie as prefeituras nos decretos de situação de emergência e que apresente um levantamento das perdas com a estiagem”.
Na pauta do encontro também estará em discussão algumas propostas como a possibilidade de anistia dos valores devidos ao Programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo, executado pela SEAPDR, e possíveis ações do programa Avançar na Agropecuária e no Desenvolvimento Rural já para o início do ano que vem, quando o orçamento estiver disponível.

Municípios que já emitiram decreto:

 

  • Agudo
  • Alpestre
  • Alto Alegre
  • Ametista do Sul
  • Aratiba
  • Arroio do Meio
  • Barra do Guarita
  • Barra Funda
  • Boqueirão do Leão
  • Caiçara
  • Campos Borges
  • Capão do Cipó
  • Cerro Grande
  • Chapada
  • Constantina
  • Coronel Bicaco
  • Crissiumal
  • Cristal do Sul
  • Cruzeiro do Sul
  • Derrubadas
  • Dois Irmãos das Missões
  • Doutor Ricardo
  • Engenho Velho
  • Erval Seco
  • Esperança do Sul
  • Espumoso
  • Fontoura Xavier
  • Fortaleza dos Valos
  • Frederico Westphalen
  • Gramado dos Loureiros
  • Humaitá
  • Iraí
  • Jacuizinho
  • Jóia
  • Júlio de Castilhos
  • Lageado do Bugre
  • Lagoa dos Três Cantos
  • Liberato Salzano
  • Nonoai
  • Nova Bréscia
  • Novo Barreiro
  • Novo Tiradentes
  • Novo Xingu
  • Palmeira das Missões
  • Palmitinho
  • Pinhal
  • Pinheirinho do Vale
  • Planalto
  • Putinga
  • Quevedos
  • Quinze de Novembro
  • Redentora
  • Rio dos Índios
  • Rodeio Bonito
  • Rondinha
  • Sagrada Família
  • Salto do Jacuí
  • Santo Augusto
  • São José das Missões
  • São Pedro das Missões
  • São Valério do sul
  • Sarandi
  • Seberi
  • Selbach
  • Severiano de Almeida
  • Sobradinho
  • Soledade
  • Tapera
  • Tenente Portela
  • Tiradentes do Sul
  • Trindade do Sul
  • Tunas
  • Tupanciretã
  • Vicente Dutra
  • Vista Alegre
  • Vista Gaúcha
Fonte e foto: Jornal do Comércio RS e G1 RS
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.