Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
18°
11°
11°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
Ao Vivo:
Bom Dia Líder

Índice de suicídio é maior em profissionais da saúde durante a pandemia preocupa

Índice de suicídio é maior em profissionais da saúde durante a pandemia preocupa
27.09.2021 07h46  /  Postado por: Roger Nicolini

Apesar de experimentar níveis significativos de sofrimento psicológico, os profissionais  de saúde são menos propensos que a população em geral a procurar tratamento para a saúde mental.  As barreiras relatadas que impedem que eles busquem ajuda incluem restrições de tempo, relutância em chamar a atenção para a fraqueza auto-percebida e preocupações sobre sua reputação e confidencialidade.

Os profissionais de saúde que morreram por suicídio também eram substancialmente mais velhos do que aqueles que morreram por suicídio na população em geral, isso foi identificado como um fator de risco.

Jean Rafael, palestrante e médico fala a respeito.

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021, divulgado em julho pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revelam que o número de suicídios no Brasil em 2020 foi de 12.895, com variação de apenas 0,4% em relação a 2019, quando foram registrados 12.745 casos. Os estados que apresentaram maior número, repetindo o ano anterior, foram São Paulo, Minas Gerais e Porto Alegre, nessa ordem. A tendência no país é de alta: em 2012, foram 6.905 casos. O alto índice entre adolescentes preocupa, destaca o palestrante Jean Rafael que aborda as principais causas das tendências suicidas.

Fonte: 4 Saúde

Arte: CFM

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.