Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
32°
17°
32°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
No ar: Convidados da Tarde
Ao Vivo: Convidados da Tarde
Notícias

Hospitais do interior do RS recebem mais de R$ 31 milhões para combate à Covid-19

Hospitais do interior do RS recebem mais de R$ 31 milhões para combate à Covid-19
16.10.2020 16h20  /  Postado por: adrianolima

Os hospitais localizados no interior do Rio Grande do Sul vão receber, nas próximas semanas, R$ 31,6 milhões repassados por meio de emendas parlamentares de deputados federais gaúchos. O valor será aplicado exclusivamente no combate à Covid-19. O anúncio, feito nesta sexta-feira (16), contempla 101 instituições de 97 municípios.

Em transmissão na Internet, o governador Eduardo Leite (PSDB) comemorou a novidade. “Em tempos em que se repetem episódios lamentáveis na política brasileira – como dinheiro escondido na cueca – aqui, dinheiro público se faz render para voltar à população”, afirmou, em referência ao caso envolvendo o senador Chico Rodrigues (DEM-RR).

Quatro cidades vão ter repasses duplos, em instituições diferentes. Passo Fundo, por exemplo, vai contar com R$ 5,1 milhões divididos entre o Hospital de Clínicas e o Hospital São Vicente de Paulo. Em Santa Maria, R$ 1,9 milhão serão distribuídos entre o Hospital Regional e o Hospital Casa de Saúde.

Enquanto isso, Ijuí vai contar com R$ 725 mil divididos entre o Hospital de Caridade e o Hospital Bom Pastor. Por fim, em Não-Me-Toque, R$ 400 mil serão divididos, igualmente, entre o Hospital Notre Dame Julia Billiart e o Hospital Beneficência Alto Jacuí

Segurança recebe R$ 8,3 milhões

As emendas da bancada federal gaúcha também foram convertidas em reforço para a Brigada Militar e a Polícia Civil. Ao todo, R$ 8,3 milhões foram investidos na compra de 1,7 mil coletes balísticos e 799 fuzis carabinas, de calibre 5.56. Os equipamentos vão ser divididos entre os agentes de 108 municípios.

Segundo o Palácio Piratini, parte do arsenal é resultado do repasse direto dos deputados, proposto em 2017. O restante – 487 armas e todos os coletes – teria sido comprado com a economia obtida na redução do preço dos produtos nas licitações lançadas pelo governo estadual.

“A gestão adequada feita pela nossa área técnica, gerando economia nas licitações, nos permitiu maximizar o aproveitamento dos recursos. Assim, dobramos o número de coletes e armas em relação ao planejamento original. É um grande reforço para a Segurança do RS”, ressaltou o vice-governador e secretário de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

Desde o ano passado, foram investidos mais de R$ 73 milhões no setor. De total, 92% foram disponibilizados pelos deputados federais, enquanto o restante saiu dos cofres do Executivo gaúcho. Mais R$ 1,2 milhão em bens devem ser entregues nos próximos meses para o reaparelhamento do Departamento de Inteligência da Segurança Pública (DISP).

*Guaíba

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.