Quarta-feira, 01 de Abril de 2020
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
30°
19°
31°C
Espumoso/RS
Chuvas esparsas
No ar: Convidados da Tarde
Ao Vivo: Hora do Recado
Geral

Câncer de mama: chance de cura pode chegar a 95% explica o Dr. Nicolas Lazaretti

Câncer de mama: chance de cura pode chegar a 95% explica o Dr. Nicolas Lazaretti
24.02.2020 10h29  /  Postado por: Luzia Camargo

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 5,1 mil gaúchas devem desenvolver o câncer de mama em 2020.

O câncer de mama é o tipo mais frequente de câncer em mulheres a partir dos 55 anos de idade, mas também pode acometer as mais jovens. A boa notícia é que ele tem cura. “Quanto mais cedo for detectado, mais fácil vai ser curado. As chances de cura chegam a 95%, mas isso só é possível se a mulher fizer o exame”, afirma o oncologista Dr. Nicolas Lazaretti, oncologista do Instituto do Câncer – Hospital São Vicente de Paulo; trata tumores ginecológicos e urológicos.

Para fazer o exame, você deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua casa e solicitar atendimento.

A prevenção do câncer de mama costuma ser o principal assunto do mês de outubro, mas ela deve ser lembrada o ano todo. Segundo dados do Inca, a estimativa é que essa doença atinja 59,7 mil mulheres por ano no Brasil e 5,1 mil no Rio Grande do Sul.

O exame é a melhor maneira de detectar possíveis tumores e deve ser realizado em mulheres com 40 anos ou mais, como explica o médico Dr. Nicolas Lazaretti. “O diagnóstico é gratuito, fornecido pelo Sistema Único de Saúde, e precisa ser feito uma vez ao ano. Quem já tem histórico de câncer de mama na família, indica-se que inicie aos 35 anos de idade”, explica.

Ouça a reportagem de Luzia Camargo:

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.