Segunda-feira, 06 de Abril de 2020
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Alguns chuviscos
20°
16°
20°C
Espumoso/RS
Alguns chuviscos
No ar: Alma Campeira
Ao Vivo: Convidados da Tarde
Geral

Justiça decreta prisão temporária de autor de triplo homicídio em Porto Alegre

Justiça decreta prisão temporária de autor de triplo homicídio em Porto Alegre
27.01.2020 12h16  /  Postado por: joelciprates

O homem, autor do triplo homicídio ocorrido nesse domingo, na zona Sul de Porto Alegre, teve a prisão temporária decretada pela Justiça. A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira pelo diretor da Divisão de Inteligência e Análise Criminal do Departamento de Homicídios de Proteção à Pessoa, delegado Heibert Moreira Neto. O crime, que vitimou um casal e seu filho de 20 anos, ocorreu na Estrada do Varejão, no bairro Lami. A família retornava de um passeio matinal nas praias da Capital.

“Desde a hora do fato, nós iniciamos as diligências, foram coletadas informações que nos levaram a apontar com convicção o autor deste crime. Delegado de plantão, na ocasião, representou pela prisão preventiva, mas a Justiça deferiu a prisão temporária. A partir disso, as nossas equipes se mantiveram ativas, mas não conseguimos localizá-lo”, explicou Moreira Neto.

O delegado relatou que trata-se de um crime chocante e que foi motivado por uma briga de trânsito. “O motorista da família acabou colidindo o veículo contra o carro do autor do crime, que estava parado. Como logo após o acidente, o condutor não parou, o suspeito decidiu ir atrás e pará-los. A partir daí, houve um desentendimento e os disparos”, disse Moreira Neto.

Conforme Moreira Neto, o autor do crime não possui o registro da arma usada no crime. “A arma que ele tinha era uma 9 milímetros, que antes era um calibre proibido, mas agora, desde o último decreto presidencial, foi permitida. Ainda assim ele não tinha o porte, portanto, estava com ela de forma ilegal”, argumentou.

O delegado ainda relatou que, no momento do crime, o autor dos disparos estava na companhia da mãe. “Nós não sabemos ainda qual é o grau de participação dela. Não conseguimos falar com ela. Mas que fique bem claro: o decreto de prisão é somente contra o autor”, esclareceu.

Por: Redação Acontece no RS

Fonte: Correio do Povo/Acontece no RS

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.