Sábado, 04 de Fevereiro de 2023
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
33°
18°
20°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: A Voz do Brasil
Ao Vivo: A Voz do Brasil
Notícias

Incêndio na lavoura, como prevenir?

Incêndio na lavoura, como prevenir?
Foto: Evandro Lupatini.
28.11.2022 08h54  /  Postado por: Roger Amaral

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiro de Tapera, Sargento Raphael Guilhermano, a forma mais eficiente de combate ao incêndio na lavoura é a prevenção. E cuidados básicos evitam maiores prejuízos nas propriedades rurais em caso de focos de incêndio.

O sargento chama a atenção da importância da manutenção dos aceiros (áreas sem vegetação): “Esta é uma das principais medidas preventivas que ajudam a evitar a propagação de incêndios. Os aceiros, além de evitar que as queimadas se propaguem, são importantes para que os bombeiros cheguem até o foco do incêndio mais rápido”, destaca.

Outro ponto que o Sargento chama a atenção é sobre a correta manutenção das máquinas agrícolas. Já foram registrados casos onde o superaquecimento das mesmas provocou queimadas de grandes proporções em lavouras. Também é fundamental que estas tenham um extintor, que é importante para combater princípios de incêndio: “A gente recomenda que o produtor realize todas as manutenções indicadas pelos fabricantes para que este problema não ocorra. É importante também   retirar todos os materiais que tenham fácil combustão das áreas plantadas, como papelão, vidros e latas de alumínio. Essa é uma medida simples, mas irá ajudá-lo a evitar incêndios”, lembra.

Mesmo com todas as medidas preventivas, o risco de incêndios nas propriedades ainda é iminente, salienta Guilhermano. “Sendo assim, é importante que se tenha na sua propriedade um plano de ação bem planejado. O treinamento de funcionários em relação às medidas preventivas e ao combate inicial do incêndio até a chegada do brigadistas especializados é uma medida importante”, frisou.

Outra medida preventiva é ter um equipamento com água ou uma grade sempre junto a fim de os primeiros focos de incêndio poderem ser debelados antes da chegada dos bombeiros: “O pulverizador deve estar sempre cheio com água, pois caso uma máquina ou resteva de lavoura pegue fogo é possível dar o primeiro combate de forma mais rápida. A grade também é importante, pois ela pode ser utilizada de forma a fazer pontos de isolamento para que a chama não se propague”, destacou.

Também é fundamental fornecer a localização exata às equipes que irão se deslocar, enviando a mesma via aplicativo de mensagem e tendo uma pessoa na entrada da localidade, a fim de ajudar no deslocamento do caminhão: “Nossas equipes são de fora e não conhecem muito bem a região. Portanto, pedimos que passem o maior número de informações do local onde está ocorrendo o fogo e tenha uma pessoa que possa orientar o melhor caminho a seguir, a fim de evitar transtornos e que o caminhão, que é muito grande acabe tendo problemas e atrase a sua chegada. Toda a orientação do local certo é importante”, frisa.

Por fim, o comandante do Corpo de Bombeiros de Tapera chama a atenção que jamais qualquer pessoa deve combater um incêndio sozinho e em momentos de altas temperaturas ir plantar ou colher também estando sozinho: “A gente recomenda que os produtores avisem seus vizinhos ou pessoas próximas de onde estão, a fim de que caso ocorra algum problema seja possível socorrê-lo rapidamente. Jamais uma pessoa sozinha deve combater o fogo, pois as chamas podem sair do controle e a fumaça intoxicar a pessoa, podendo causar uma tragédia”, finalizou.

Aqui a entrevista completa com o Sargento Guilhermano:

*Cotriel
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
CONCORDO