Quinta-feira, 06 de Outubro de 2022
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuva
26°
17°C
Espumoso/RS
Chuva
No ar: Voz do Brasil
Ao Vivo: Voz do Brasil
Geral

Hospital Notre Dame São Sebastião e Centro de Especialidades e Diagnósticos Júlia Billiart iniciam um novo projeto de sustentabilidade ambiental

Hospital Notre Dame São Sebastião e Centro de Especialidades e Diagnósticos Júlia Billiart iniciam um novo projeto de sustentabilidade ambiental
19.09.2022 14h17  /  Postado por: Tânia Diehl

Preocupada com as questões que envolvem o meio ambiente, a Congregação de Nossa Senhora, mantenedora das unidades de saúde da Rede Notre Dame, deu o pontapé inicial para um novo sistema de geração de energia.

O projeto foi aprovado por meio de Chamada Pública executado anualmente pela RGE SUL DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A., regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e financiado com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), com contrapartida da Rede Notre Dame.

Nos últimos dias, foi concluída a instalação do sistema nas duas unidades de saúde da Rede Notre Dame: o Centro de Especialidades e Diagnósticos Júlia Billiart de Não Me Toque e o Hospital Notre Dame São Sebastião de Espumoso, no Rio Grande do Sul.

O objetivo do Programa de Eficiência Energética (PEE) é promover o uso eficiente da energia elétrica em todos os setores da economia por meio de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia.

A diretora da área da saúde da Congregação de Nossa Senhora, Irmã Cristina Backes, comemora a implementação do projeto. “Certamente um projeto vital para as duas instituições visando não só a economia de energia, mas de modo especial a contribuição na geração de energia limpa, demonstrando mais uma vez o compromisso da Instituição em zelar e cuidar do meio ambiente e da vida do planeta”.

Com a instalação do sistema, serão reduzidos os gastos com energia elétrica, também serão realizadas a substituição da iluminação por 100% de lâmpadas LED e a estimativa é de que em 25 anos, as duas instituições juntas deixem de emitir 857 toneladas de CO2 e mais de 3.500 árvores sejam preservadas.

 

Fonte: assessoria de Imprensa HNDSS

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
CONCORDO