Segunda-feira, 27 de Junho de 2022
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
20°
11°
19°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Convidados da Tarde
Ao Vivo: Convidados da Tarde
Notícias

Comércio gaúcho já tem 624 mil empregados, e gerou 26 mil novas vagas em 2021, aponta FCDL

Comércio gaúcho já tem 624 mil empregados, e gerou 26 mil novas vagas em 2021, aponta FCDL
24.12.2021 07h09  /  Postado por: Roger Nicolini

O comércio gaúcho conseguiu obter, após enfrentar uma série de obstáculos, um resultado consistente em 2021 e projeta um ano de 2022 de melhores perspectivas. Esse é o resumo da análise que a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS apresentou em entrevista coletiva concedida pelo presidente Vitor Augusto Koch e pelo economista e professor  da Escola de Negócios da PUCRS, Gustavo Inácio de Moraes. Eles fizeram um balanço deste ano e apontaram caminhos para o varejo em 2022.

A FCDL-RS e a Escola de Negócios da PUCRS somaram esforços para produzir o levantamento que demonstrou, conforme apontou o presidente Vitor Augusto Koch, o crescimento de 3,3¨%  do varejo gaúcho geral e de 5,5% no varejo ampliado, que abrange venda de veículos e de material de construção, na comparação com 2020.

Para Vitor Augusto Koch, esse desempenho pode ser considerado muito bom, mostrando a resiliência e  o dinamismo do comércio gaúcho em todos os seus segmentos, mesmo tendo enfrentado restrições sanitárias por quase quatro meses neste ano e, mais recentemente, a aceleração inflacionária e a elevação da taxa de juros – salientou.

No que se refere as vendas do varejo neste 2021 por segmentos, o ano mostrou a reação do setor de tecidos, vestuário e calçados, que deve findar o ano com um incremento de 16,5% na comparação com 2020. Veículos também devem registrar crescimento de quase 14%, vindo a seguir artigos de uso pessoal e produtos farmacêuticos e médicos.

Os indicadores de emprego no varejo do Rio Grande do Sul também reagiram neste ano na comparação com 2020.  Até o final de outubro, foram criados mais de 26 mil novos postos de trabalho no comércio estadual, totalizando um crescimento de 4,2% ao longo do ano. Atualmente, o comércio responde por quase 24% do total de trabalhadores formais no RS, totalizando 624 mil colaboradores atuando no setor.  A FCDL-RS e a Escola de Negócios da PUCRS projetam que o ano de 2022 vai trazer novos desafios para o comércio gaúcho. O primeiro é a combinação de pressões inflacionárias e o aumento da taxa de juros. A aceleração inflacionária ocorre em função de eventos como a seca e sua consequente crise hídrica e a interrupção das cadeias globais de produção, como consequência das dificuldades logísticas, e também pelo repasse de preços de matérias-primas afetadas pelo câmbio. O presidente da FCDL comenta como o comércio do interior está enfrentando a concorrência das vendas on-line. O pagamento pelo PIX também facilitou as vendas no comércio, destaca Vitor Koch.

Em 2022, ano de eleições para Presidente e Governador, o presidente da FCDL espera medidas concretas que fomentem a economia.

VEJA O ESTUDO COMPLETO EM: Economia Brasileira e Gaúcha em 2021 e 2022

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
CONCORDO