Terça-feira, 25 de Janeiro de 2022
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuva
41°
21°
21°C
Espumoso/RS
Chuva
No ar: Programação Musical
Ao Vivo: Programação Musical
Geral

Simers recebe medalha da 55ª Legislatura

Simers recebe medalha da 55ª Legislatura
06.12.2021 09h24  /  Postado por: Luzia Camargo

Nesta segunda-feira, dia 6 de dezembro, às 17h30, será entregue a Medalha da 55ª Legislatura ao Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) na pessoa do seu presidente Marcelo Marsillac Matias. Amedalha marca a passagem dos 90 anos de existência do Simers. A solenidade de entrega acontece com a presença de convidados no Salão Júlio de Castilhos, no Palácio Farroupilha, sede da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, que fica na Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro Histórico, Porto Alegre. A entrega pode ser acompanhada pela internetatravés do link https://alergs.webex.com/alergs/j.php?MTID=m83f33f0683e1fe566768dbedefbc5df2O Simers A Instituição surgiu no dia 20 de maio de 1931 para defendera profissão e garantir que apenas aqueles que tem a formação adequada exerçam a medicina, iniciou-se por uma comissão de médicos que se uniram para organizar-se em sindicato. “Somos um grupo de entusiastas, mas muito em breve seremos uma apreciável força”, disse Dr. Gabino Prates da Fonseca, fundador e presidente da primeira comissão executiva do Simers. História de lutas pela categoria. O exercício da Medicina, permitida apenas por profissionais habilitados, foi regulamentado por decreto em 11 de janeiro de1932, foi a primeira conquista pela regulamentação da profissão. Na década de 50 o sindicato se destacou pela luta na melhoria das condições de vida dos profissionais e de seus pacientes. Nos anos 60 com o agravamento das condições socioeconômicas, os sindicatos voltam a ganhar espaço, buscando autonomia, reformulação de suas formas de organização e ação. Foi o chamado “Novo Sindicalismo”, nessa época o Simers já se consolidava como um dos maiores sindicatos. Nos anos 80 o Simers atuou com força nas questões relacionadas a dissídios e a defesa da melhoria das condições de saúde da população e na década de 90 o sindicato médico toma frente de diversos atos públicos em defesa da saúde, mobilizando médicos e população. Em 1998, o Simers já contava com cerca de 1,8 mil sócios ativos. Graças ao trabalho de renovação nos âmbitos político e mercadológico, ampliando a base de afiliados para perto da metade dos médicos do Rio Grande do Sul. O maior sindicato médico da América Latina. Na passagem dos seus 80 anos, alcançou-se a marca de maior sindicato médico da América Latina. Neste período, o Sindicato combateu a precarização do atendimento, o veto ao ato médico e serviço civil obrigatório para estudantes. Intensificou-se a luta por um plano de carreira para os médicos de todo o Rio Grande do Sul e batalhamos insistentemente por melhores remunerações, condições de trabalho e valorização do médico. Neste período, o Simers ganhou ainda mais relevância social e política, com a dedicação integral de lutar contra a precarização da saúde e pela valorização do trabalho médico. Na defesa jurídica, atuou em mais de 100 mil ações com grande margem de vitória. Em cada município gaúcho, garantimos o direito de médicos receberem remunerações em atraso e direitos trabalhistas que lhe eram devidos. Ampliou-se o debate sobre a criação de uma carreira para os médicos de todo o Rio Grande do Sul e o Sindicato prima pelo esclarecimento à população sobre o destino do dinheiro público e a realidade da saúde no Brasil. Novos horizontes A renovação e avanços do Simers é reflexo das profundas mudanças tais como:  entidade mais transparente, democrática e participativa, que trabalha em defesa dos médicos e da saúde. Atualmente um dos principais focos da entidade é contemplar o futuro da Medicina, por meio dos médicos jovens e estudantes de Medicina, a fim de garantir a representatividade do médico de cada canto do Rio Grande do Sul. “Quando a categoria médica é valorizada, a saúde de toda a comunidade também é valorizada”, segundo o presidente Marcelo Matias. O Simers entende que a Medicina é uma das vocações mais nobres e essenciais à sociedade. Por isso, apoiar e defender os médicos com seriedade e eficiência é o nosso propósito de existir.

 

Com informações do site do Simers. https://www.simers.org.br/

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.