Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
18°
11°
12°C
Espumoso/RS
Tempo limpo
No ar: Música, Informação e Esporte
Ao Vivo: Música, Informação e Esporte
Geral

Primeira bateria de nióbio é criada no Brasil e promete revolucionar o mundo!

Primeira bateria de nióbio é criada no Brasil e promete revolucionar o mundo!
10.10.2021 07h38  /  Postado por: Tânia Diehl

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e os ministros Marcos Pontes, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e Milton Ribeiro, do Ministério da Educação (MEC), participaram, na tarde da última sexta-feira (8) de eventos e inaugurações no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social supervisionada pelo MCTI., incluindo a Primeira Feira do Nióbio.

Maior produtor de nióbio do planeta, o Brasil detém mais de 90% do mercado mundial do produto. O metal é usado principalmente em ligas de aço. Ele permite ampliar a força de ligação dos átomos de aço e, por consequência, aumentar suas resistências térmica e mecânica, bem como a capacidade de absorver cargas sem se romper ou deformar. Além disso, o nióbio amplia a capacidade de solda a outros materiais, e afasta o risco de corrosão de metais.

Tais características possibilitam o uso do nióbio para a construção de foguetes, aviões, turbinas, peças automotivas, estruturas metálicas, navios, trilhos, baterias, sensores, lentes, supercondutores, navios, oleodutos e muito mais.

“Há uma possibilidade muito grande de termos o primeiro veículo movido a bateria de nióbio no ano que vem”, disse Bolsonaro. E continuou: “Isso nos dá esperança, nos enche de orgulho, dá uma injeção de ânimo, faz pensar que, realmente, nós temos um futuro”.

A 1ª Feira Brasileira do Nióbio é organizada pelo MCTI e  apresenta produtos já desenvolvidos pelas empresas em conjunto com a academia, voltados para a aplicação do mineral, com intuito de contribuir com o posicionamento do Brasil no cenário mundial como referência voltada à produção, caracterização e aplicação do nióbio.

Além da Feira do Nióbio, o presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva inauguraram novas instalações do CNPEM, incluindo as cinco novas linhas de luz no Sirius, o acelerador de partículas brasileiro de última geração que gera luz síncrotron.

Maior projeto científico em desenvolvimento no Brasil, o Sirius tem a função de gerar um tipo especial de luz, a luz sincroton, de amplo espectro e altíssima intensidade, que ajuda revelar estruturas de diversos tipos de partículas, orgânicas e inorgânicas, podendo ser usada em múltiplas aplicações científicas, como medicina, biologia, agricultura, entre outras.

Fonte: Agência Brasil e Revista Oeste

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.