Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
Telefone: (54) 3383.3400
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
16°
11°C
Espumoso/RS
Tempo limpo
No ar: Alma Campeira
Ao Vivo: Alma Campeira
Bom Dia Líder

Cruz Alta prorroga decreto de calamidade pública até próximo dia 5 de abril

Cruz Alta prorroga decreto de calamidade pública até próximo dia 5 de abril
30.03.2020 07h20  /  Postado por: Roger Nicolini

Seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde, que preconizam o isolamento social, o município de Cruz Alta decidiu prorrogar o decreto 108/2020, que decreta estado de calamidade pública em Cruz Alta, decorrência da pandemia do novo coronavírus. Com isto, todas as medidas preventivas adotadas desde 21 de março seguem vigorando até o próximo domingo, 5 de abril, podendo ser prorrogadas ou não.

No final da tarde deste domingo (29) uma reunião no Salão Nobre da Prefeitura com a presença do prefeito Vilson Roberto, presidente da Câmara de Vereadores Paulo Moraes, presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) Darci Martins, representantes dos hospitais do município, representantes da vigilância em saúde municipal, da 9ª Coordenadoria Regional em Saúde, secretários municipais, entre outros participantes selou a decisão.

“Nesse tempo, até 5 de abril, observaremos melhor as medidas que deverão ser complementadas de acordo com o contexto existente. Acordamos com a ACI reuniões com a participação dos profissionais de saúde para acharmos uma alternativa para a reabertura do comércio após esta data. De forma organizada, respeitando as orientações sanitárias e os protocolos de saúde existentes. Concentraremos ainda mais energia para garantir a compra de material e equipamentos necessários para atuação da nossa rede de profissionais de saúde, mesmo em meio a falta de fornecedores imediatos para suprir a demanda. Também estaremos melhor articulados para viabilizar aparelhamento das nossas estruturas existentes pleiteando recurso do Estado. Tenho a convicção da necessidade de manter nosso caminho, educar massivamente as pessoas para se protegerem, e agirmos energicamente para alcançarmos objetivos amplamente defendidas pela Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e entidades como a Sociedade Riograndense de Infectologia”, ressalta o prefeito Vilson Roberto.

Antes mesmo do dia 21 de março, data da publicação do decreto municipal, o Executivo Municipal vem dialogando diariamente com diversas instituições da cidade como os hospitais São Vicente de Paulo e Santa Lúcia, Ministério Público, lideranças das entidades representativas do comércio, órgãos de segurança – Polícia Civil e Brigada Militar, Vigilância em Saúde municipal, Câmara de Vereadores além de médicos, enfermeiros, secretários municipais e servidores municipais.

“O Comitê Permanente de Combate ao Coronavírus está atento a evolução de casos e mortes no Estado. Assim como acompanhamos as orientações do Ministro da Saúde, da Organização Mundial de Saúde, da Sociedade Riograndense de Infectologia, da Federação das Associações de Municípios do Estado do Rio Grande do Sul – Famurs e todos são unânimes ao apontar o isolamento social como a melhor alternativa a prevenção ao Covid 19”, acrescenta o prefeito.

Impactos econômicos

“Sabemos dos impactos no nosso comércio, nas empresas e nos seus funcionários. Por isso reforço que estamos estudando alternativas para minimizar os efeitos na nossa economia. Mas é sempre bom ressaltar que as principais medidas devem vir do governo Federal e Estadual que detém a maior parte do bolo tributário. Não nos furtaremos a este debate e já contribuímos com a Famurs e a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Agradeço o esforço de todos neste momento difícil e a compreensão da população”, conclui ele.

Fonte: ASCOM CRUZ ALTA

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.