Sábado, 25 de Maio de 2019
Telefone: (54) 3383.3600
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
20°
10°
9°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
Ao Vivo:
Notícias

Promotora da Infância e Juventude de Porto Alegre fala sobre o caso Bernardo

Promotora da Infância e Juventude de Porto Alegre fala sobre o caso Bernardo
13.03.2019 13h32  /  Postado por: adrianolima

Entenda o caso:  Bernardo Boldrini, tinha 11 anos, era órfão por parte de mãe e vivia com o pai, o médico Leandro Boldrini e a madrasta, Graciele Ugulini, em Três Passos.

Em 24 de janeiro de 2014, Bernardo, cruzou sozinho a porta do Fórum de Três Passos e pediu para falar com o juiz. Queria relatar a falta de afeto em casa por parte do pai e as brigas com a madrasta. Pedia para morar com outra família.

Em abril de 2014, ele foi dado como desaparecido pelos responsáveis. O pai comunicou aos policiais que o filho havia ido dormir na casa de um amigo na sexta-feira (4), mas quando chegou ao local no domingo (6), descobriu que o garoto nem havia chegado lá.

Entretanto, a história não passava de uma mentira, já que no início da tarde do dia 4 de abril, a madrasta foi multada pela polícia por excesso de velocidade. Ela estava dirigindo entre os municípios de Tenente Portela e Palmitinho, cerca de 50 km de Três Passos. Bernardo estava tranquilamente no banco de trás e a motorista aparentava tranquilidade, de acordo com depoimento de um policial rodoviário.

Cinara, faz um apelo para que todos os tipos de violência sejam denunciados e relata que não é a falta de condições financeiras que fazem com que tantas crianças e adolescentes sejam retiradas de suas famílias mas sim a negligência, a falta de amor e carinho.

A promotora, deixa disponível os contatos para quem suspeita ou deseja denunciar alguma agressão, lembrando que as denúncias podem ser anônimas.

Ouça a entrevista completa no player abaixo:

 

Fonte: GaúchaZh e dm.com.br 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.