Quinta-feira, 21 de Março de 2019
Telefone: (54) 3383.3600
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
20°
13°
20°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
No ar: Convidados da Tarde
Ao Vivo: Convidados da Tarde
Notícias

Nova operação no caso Marielle Franco resulta na prisão de dois suspeitos

Nova operação no caso Marielle Franco resulta na prisão de dois suspeitos
Foto: Site Revide
13.03.2019 15h01  /  Postado por: Luzia Camargo

No dia 14 de março de 2018, no Estácio, região central da cidade do Rio de Janeiro, a vereadora do PSOL, Marielle Franco juntamente com seu motorista Anderson Gomes, foram assassinados a sangue frio, por criminosos em um carro, que efetuaram vários disparosatingindo a vereadora com três tiros na cabeça e um no pescoço, e seu motorista com ao menos três tiros nas costas, causando a morte de ambos 

Nesta última terça-feira, dia 12 de março, a Policia Civil do Rio de Janeiro, realizou uma nova operação, que resultou na prisão de dois suspeitos de participarem do crime. Ronnie Lessa, 42, policial militar reformado é suspeito de disparar os tiros contra a vereadora, e Élcio de Queiroz, 46, expulso da polícia militar em 2011 por corrupção, foi quem dirigiu o carro, segundo os investigadores.  

Ainda abalada com a perca da companheira e pela demora na prisão dos responsáveis do assassinato, a viúva de Marielle Franco, Monica Benício comenta sobre o caso. 

O homicídio completará 1 ano nesta quinta-feira, dia 14 de março de 2019, e ainda não foi resolvido. Monica destaca as principais ameaças que podem ter ocasionado o assassinato da vereadora.

Fonte: Folha de São Paulo/ Wikipédia

Texto de Luana Paixão.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.