Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019
Telefone: (54) 3383.3600
Whatsapp: (54) 99988.1290
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
30°
19°
20°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
Ao Vivo:
Geral

Lutadora do UFC reage a assalto e domina ladrão com socos, chutes e mata-leão no Rio

Lutadora do UFC reage a assalto e domina ladrão com socos, chutes e mata-leão no Rio
07.01.2019 23h46  /  Postado por: Roger Nicolini

Lutadora da categoria peso-palha do UFC, Polyana Viana passou por um susto no último sábado (5). A paraense sofreu uma tentativa de assalto em frente ao seu prédio, localizado no bairro do Pechincha, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. A atleta estava esperando um Uber quando o homem se aproximou e, logo em seguida, anunciou o assalto.

Ao perceber que a arma do assaltante era de brinquedo, Polyana reagiu imediatamente, deu dois socos e um chute no bandido e o imobilizou com um mata-leão logo em seguida.

— Chamei um Uber porque ia no shopping ver um filme. Fui para a frente do condomínio, onde sempre espero. Fiquei na calçada, sentei e olhei para os lados para ver se vinha alguém, porque aqui é bem perigoso, e não vi ninguém. Logo depois, ouvi passos, olhei para trás e ele vinha, achei que ia pegar meu celular de uma vez e iria correr. Mas ele percebeu que eu vi ele, então sentou do meu lado e perguntou a hora, desconfiado. Falei a hora e guardei o celular na cintura, nisso ele colocou a mão na cintura dele e falou: “Passa o celular e não tenta nada, porque eu estou armado”. Olhei para a cintura e vi que estava um pouco murcho o volume, aí só levantei, dei dois cruzados nele e um chute. Ele tomou knockdown, aí segurei ele em um mata-leão, ficou se debatendo, tentando tirar a minha mão. Fomos para o outro canteiro, até ralou minhas pernas, e consegui sentar ele no lugar que eu estava. Pedi para um motoboy chamar a polícia, aí começou a chegar gente. Quando ele estava se debatendo, muita gente passou e não fez nada, fingiu que nada estava acontecendo. Depois que o motoboy parou, começou a chegar gente, tirando foto, e aí chegou a polícia. Levaram ele para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), cuidaram dos machucados e me pediram para ir na delegacia registrar o boletim. Parece que ele já tinha passagem (pela polícia), ficou preso três anos e estava solto há pouco tempo. Não sei se ele ficou preso. Eu fiquei com dó depois (risos), mas na hora que fiquei com tanta raiva, tive vontade de soltar ele, para ele correr. Depois eu disse que ia chamar a polícia, daí ele que falou: “Então chama, então chama”. Acho que ele tava com medo que eu batesse nele de novo (risos)relatou Polyana ao MMA Mania.

Dana White, o presidente do UFC, compartilhou em seu Twitter uma montagem da lutadora ao lado assaltante, dizendo que foi uma péssima ideia do sujeito.

— Acho muito importante a mulher treinar qualquer arte marcial para defesa pessoal, mas não para uma situação dessas. De jeito nenhum você deve reagir a um assalto, mesmo que você seja um “Anderson Silva” da vida. Eu reagi porque vi que não era arma de verdade e porque ele estava muito perto de mim, foi por isso que reagi, não só porque sou lutadora. Ele estava muito perto e qualquer outra mulher poderia ter dado um empurrão nele e corrido para dentro do prédio, como eu estava próximo do meu. Acho muito importante (a defesa pessoal) em outras situações, como o cara se esfregando em você no ônibus, porque acontece direto em esse tipo de situação, casos de feminicídio também. É importante a arte marcial para defesa pessoal ou até para ser uma lutadora mesmo — concluiu a lutadora.

Fonte : Gaúcha ZH

Foto: Reprodução Instagran

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.